quinta-feira, 26 de março de 2009

Por que Lâmpada???



Pois é... tanto me perguntam que resolvi fazer um post com a resposta.
Assim, da próxima vez que alguém me perguntar, eu posso simplesmente dizer: é uma longa história, veja meu blog no www....

Depois da repercursão que teve a história do passat, até gostei dessa hitória de blog.
É bom pra passar as noites de insônia, sabe quando a gente vai dormir e a mente continua trablhando? É um efeito conhecido de programadores - ou de quem joga bastante videogame, enfim, estou me desviando do foco... LÂMPADA.

Vamos à história.

Foi no dia 17/jan/1999. 
Eu lembro a data pq foi o dia em que cheguei no ITA.

O ITA tem um alojamento pros alunos, chamado H8. 
Eu fui alojado no apto. 325, junto com mais 5 colegas.
Depois de me instalar na minha vaga, percebi que faltavam duas lâmpadas sobre a minha bancada.

- Vou ali no Chicão comprar umas lâmpadas, eu disse.

O Chicão - que Deus o tenha - era o dono da Xerox do H8, que vendia também além de outras coisas, lâmpadas.

- Cara, compra uma lá pra mim também, me pediu o Albuquerque - com um sotaque pernambucano que ele tem até hoje...

Beleza, lá vou eu no Chicão comprar 3 lâmpadas.

Na volta, eu fui abordado por alguns veteranos do 4o. ano, que estavam vendendo umas camisas do ITA, chaveiros, etc.
É que no 4o. ano os alunos do ITA tentam juntar grana pra uma tradicional viagem que se faz entre o 4o. e o 5o. ano.

- Bixo, chega aí, olha que camiseta legal, vamo comprar, tá barato, só 10 reais... 
- Ih rapaz eu tô sem grana, acabei de chegar do Ceará, sabe como é...
- Não se preocupa bixo, a gente faz fiado, daqui uns dias vc vai receber uma graninha da Aeronáutica e vc paga...

E ficou nesse impasse, até que o veterano se cansou:

- Tá bom bixo, tu é pão duro mesmo hein! Então me fala ao menos qual é meu nome, que eu te libero.

Uma explicação: Todo mundo sabe que no ITA tem trote né. 
Então, uma das coisas que os veteranos fazem eh exigir que os bixos saibam os nomes deles (não interessa se o bixo nunca tenha visto ele na vida)
Quando o bixo não sabe responder, provavelmente tem que cair na piscina, fazer alguma coisa ridícula, enfim.
Bom, eu não fazia idéia do nome dele:

- Ih cara, desculpa, eu realmente não sei. Não dá pra dar uma dica?
- OK, vou dar uma dica, meu nome tá aqui atrás - Ele virou de costas, mostrando a camisa, que tinha o nome dos cento e poucos alunos da turma dele.

Então eu chutei qualquer um ué...

- Deixa eu ver... KARINA?

Aí os outros veteranos já começaram a dar risada dele, e ele, obviamente, não achou nada engraçado.

- PQP bixo, vc tá louco? Tirando onda com veterano? Que que eu faço contigo hein?
"Putz... fiz merda!" - Eu pensei
- Ahhhhhh já sei - ele continuou - deixa eu ver essas lâmpadas aqui - pegando as 3 lâmpadas da minha mão.
- Vou te fazer uma promoção bixo, olha só que legal: A cada 10 reais em compras, vc ganha uma lâmpada de brinde! Olha que sensacional!!!

"Agora fodeu", eu pensei. Cada lâmpada tinha sido 1 real, e eu ainda tinha que devolver o do Albuquerque.
Como eu não queria tomar o preju, tive uma ideia.

Saí batendo nas portas dos apartamentos 313 ao 330 (todos designados pra bixos), fazendo a maior propaganda:

- Galera, tão vendendo umas camisas massa ali no hall, vamo lá ver. Tá com preço bom, vale a pena, coisa e tal...

Mas aparentemente eu não era o único bixo sem grana pq ninguém tava afim de saber de camisa...
Até que um outro cara do meu apê mesmo se interessou, foi lá e comprou duas camisetas.
Aí eu acabei me interessando e comprei uma tb, que me chamou atenção pelos dizeres:

No Danger
No Fear
No Limits

ABITA

Muito depois que eu fui descobrir que ABITA significa "Associação dos Barangueiros do ITA", mas aí já era tarde...

Bom, pra surpresa dos veteranos empreendedores, eu recuperei as lâmpadas, e ele finalmente me disse o nome dele: Torrêa (gente boa, ele).
E ele me perguntou o meu.

- Tony - respondi.
- Pois de agora em diante, seu nome é Tony Lâmpada.

Ele saiu andando comigo pelo H8, eu levando uma cadeira e um vassoura que ele me mandou pegar pelo caminho. 
E onde tinha um grupo maior de pessoas ele me fazia subir na cadeira agitando a vassoura no ar, gritando a plenos pulmôes:

- EU SOU O TONY LÂMPADAAAAAAAAA!

Tinha hora que aplaudiam, outras q davam risada, outras q ficavam olhando sem entender nada... De qq forma o maior mico.

E foi assim, que logo no meu primeiro dia no ITA, eu fui irreversivelmente batizado como Tony Lâmpada.

Fim

3 comentários:

  1. Caramba, Tony!!! Eu tinha que deixar um oi aqui depois de ter lido toda essa história. Estou com saudades!!! Um grande abraço para você e sucesso!!

    LC.

    ResponderExcluir
  2. Gostei... mto legal, pode ter sido um mico mas garanto que vai se divertir mto cada vez q lembrar!!!

    ResponderExcluir
  3. kkk

    Eu ri muito com essa história, digulgarei no twitter....

    Muito boa Sr. Tony Lâmpada e sua vassoura...

    Abraço

    ResponderExcluir